Achamos o Antenato

Coloquei novamente meu pai no rolo e fomos para São Paulo

A visita ao museu da imigração foi realmente importante, além de obter o nome correto de meu tataravô e a província que ele nasceu, conseguimos informações que nem imaginaria, tais como:

  • Nome de seus pais
  • Seus irmãos
  • Data de chegada ao Brasil
  • Nome do navio
  • Além de ver o livro de registro dos imigrantes

Aproveitamos para fazer um passeio pelo museu e realmente todos deveria ir até o museu para entender como foi esse processo de chegada e distribuição dos imigrantes pelo Brasil.

Para poder obter a certidão de nascimento do antenato, só faltava descobrir qual cidade do Veneto ele tinha nascido e eliminando cidade por cidade, cheguei a um número de quatro possíveis cidades.

Arrivederci   

Sobre o Autor